Quarta-feira, 8 de Junho de 2011

Coro dos Empregados da Câmara, de Manuel da Fonseca

 

 

 

 

 

 

 

 

É tão vazia a nossa vida,

é tão inútil a nossa vida

que a gente veste de escuro

como se andasse de luto.

Ao menos se alguém morresse

e esse alguém fosse um de nós

e esse um de nós fosse eu…

 

 

… O Sol andando lá fora,

fazendo lume nos vidros,

chegando carros ao largo

com gente que vem de fora

(quem será que vem de fora?)

e a gente pràqui fechados

na penumbra das paredes,

curvados pràs secretárias

fazendo letra bonita.

 

Fazendo letra bonita

e o vento andando lá fora,

rumorejando nas árvores,

levando nuvens pelo céu,

trazendo um grito da rua

(quem seria que gritou?)

e a gente pràqui fechados

na penumbra das paredes,

curvados pràs secretárias

fazendo letra bonita,

enchendo impressos, impressos,

livros, livros, folhas soltas,

carimbando, pondo selos,

bocejando, bocejando,

bocejando.

publicado por João Machado às 19:51
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Coro dos Empregados da Câ...

.arquivos

. Abril 2012

. Junho 2011

. Dezembro 2010

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub